Fatos sobre a chácara da Vila Ema

Os fatos a seguir podem ser inexatos ou carecem de maior apuração. Vamos à eles.

Agradecimento da população feliz, contente e palhaça

1 – Existia uma casa com pelo menos 50 anos de história, casamentos e memórias no terreno. Resistiu até 2008, mas foi incendiada e demolida recentemente;

2 – O terreno já foi tombado e existiu um projeto de um parque em 1993 para a área, mas foi “destombado” e depois vendido;

3 – A chácara serviu de abrigo para japoneses que tiveram de sair do litoral durante a guerra;

4 – Estiveram estacionadas supostas máquinas usadas na construção de Brasília no fundo do terreno;

5 – Existe palmito plantado na chácara, espécie em extinção;

6 – As árvores do terreno estão marcadas com números, após denúncias dos moradores e incêndios feitos por “drogados”;

7 – Moradores alegam que no dia do incêndio, haviam apenas funcionários da Tecnisa no local. Provavelmente drogados;

8 – A contagem oficial da Tecnisa em declaração para a Folha da Vila Prudente soma 477 árvores;

9 – Uma moradora afirma ter visto a placas com números acima de 500…

10 – Existe uma fonte natural de água cristalina que desagua num bueiro na rua do fundo do terreno. Nesta época as árvores estão secas, sem água, quase morrendo;

11 – A área está a dois quarteirões da SubPrefeitura da Vila Prudente, mas quem é responsável pela área é a Sub da Mooca;

12 – O SubPrefeito da Vila Prudente costuma ouvir e receber moradores e jornalistas, o da Mooca não;

13 – O primeiro projeto apresentado pela Tecnisa teria a entrada e saída de carros pela Av Vila Ema. Mas neste caso eles teriam que destruir muitas árvores, então a Secretaria do Verde vetou e recomendou a saída pela Rua Batuns;

14 – O projeto atual prevê a saída pela rua Batuns, que pela atual lei de zoneamento só permite prédios com até 4 andares, mas no site da Tecnisa e após conversa com um representante via chat, foi confirmado que seriam torres de 30 e poucos andares;

15 – A recomendação da ONU para uma cidade saudável é de 12 metros quadrados de área verde por habitante;

16 –  São Paulo como um todo possui aproximadamente 13 metros quadrados de área verde por habitante;

17 – O grande problema é que existe uma desigualdade na distribuição do verde, sendo que a Vila Prudente tem pífios 0,7 metros quadrados de verde por habitante;

18 – Nesta área estamos em rota de muitos caminhões que vão em direção à Anchieta ou à Dutra através da Salim Farah Maluf e Anhaia Melo;

19 – Este problema se agrava pelo alto número de carros, já que nunca houve transporte de qualidade na região, com pataquadas como Fura-fila, Paulistão, Expresso Tiradentes e agora, não podemos prever, mas segundo especialistas, o Monotrilho não parece o melhor dos mundos.

 

Anúncios

2 opiniões sobre “Fatos sobre a chácara da Vila Ema”

    1. Sim. Apenas os comentários a respeito do Joy Arruda. Se você tiver alguma coisa a dizer a respeito dos outros fatos, por favor me avise. E leia isso: [Importante: As informações contidas no nosso site são baseadas em relatos colhidos com conhecedores da causa e/ou moradores da região e nem sempre condizem com a realidade dos fatos. Se você discorda das mesmas ou conhece algum fato que possa acrescentar, entre em contato conosco clicando aqui para que juntos possamos nos aproximar da realidade, contribuindo para o sucesso da nossa causa.]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s