Vitória! – Decreto de Utilidade Pública renovado

Boa notícia! O DUP do Parque Vila Ema foi renovado pelo prefeito em exercício Bruno Covas, após o compromisso do Secretário do Verde, Gilberto Natalini, em dar prosseguimento ao processo. Não podemos deixar de citar a vereadora Juliana Cardoso que deu todo o apoio ao movimento para que este passo fosse dado.

Agora é seguir a luta para que seja feita a desapropriação. Lembrando que a área é ZEPAM (Zona Especial de Proteção Ambiental) e seu valor deve ser proporcional aos 10% passíveis de construção.

decreto-57798-de-25-07-2017-ParqueVilaEma

Anúncios

Parque Vila Ema nas mãos do prefeito Doria

Após propor uma solução para o Parque Augusta, eis que o processo do DUP do Parque Vila Ema está nas mãos do prefeito João Doria.

Segundo o sistema da própria prefeitura, o SIMPROC, o processo encontra-se no gabinete do prefeito.

Caso você tenha algum contato com a prefeitura, com o prefeito ou similar, essa é a hora de cobrar o parque.

Captura de tela de 2017-07-24 17-05-05doriagiphy


https://www.youtube.com/watch?v=g9U2UxRC1N8

Conheça mais sobre os pássaros do parque neste link.

Secretaria do Verde dá nova manifestação positiva ao Parque Vila Ema

O movimento pelo Parque Vila Ema teve acesso a comunicação entre o gabinete da vereadora Juliana Cardoso e a Secretaria do Verde e Meio Ambiente que dá a entender que existe interesse da pasta na renovação do Decreto de Utilidade Pública e na criação do parque.

Pode ser conferido aqui.

Interessante notar que no levantamento feito pela SVMA, além de outras informações, foram confirmadas algumas que já postamos aqui no VivaoParque.

1 – O Parque Vila Ema teve verba do FEMA (Fundo Especial do Meio Ambiente) aprovada para a desapropriação, pelo respectivo conselho (CONFEMA) e inexplicavelmente não foi pra frente.

fema.jpg

Sobre isso postamos aqui:

https://vivaoparque.wordpress.com/2014/08/08/arquivos-parque-vila-ema-aprovado-pelo-confema/

2 – Corre um veio de água sob o terreno passível de APP (área de proteção permanente).

18.jpg

Sobre este veio de água, quem nos informou foi a Arquiteta Jaqueline Horvath e inclusive fez o projeto do Parque Vila Ema, conforme pode ser visto aqui:

https://vivaoparque.wordpress.com/2016/07/27/trabalho-academico-sobre-o-parque-vila-ema/

Nesses 7 anos de movimento já juntamos centenas de motivos para que a área seja preservada e tenhamos o tão sonhado parque. As recentes notícias a respeito do aquecimento global só corroboram que precisamos manter em pé o máximo do que resta de verde.

Sugiro esta reportagem de 9 de julho de 2017.

http://nymag.com/daily/intelligencer/2017/07/climate-change-earth-too-hot-for-humans.html

E este site:

https://guymcpherson.com/climate-chaos/climate-change-summary-and-update/

Caso não leia em inglês, use o tradutor do Google.

Forte abraço,

Fernando Salvio

Novo Decreto de Utilidade Pública

Boas notícias.

Já temos o processo na prefeitura para um novo Decreto de Utilidade Pública (DUP) para a área do Parque Vila Ema.

Esta é uma antiga promessa do governo Haddad e que esperamos que seja cumprida antes do término da gestão.

Pode-se consultar o processo através do site da prefeitura de SP.

Número do processo: 2016-0.246.711-7

http://simprocservicos.prefeitura.sp.gov.br/Forms/DadosCadastrais.aspx

novo-dup

Poema para o Parque Vila Ema

Parque Vila Ema também é cultura! Em 2011, após um dos abraços ao terreno do parque, nosso amigo Osvaldo Higa, poeta da região, escreveu esse poema. Ele está no livro “Alma Peregrina e Sonhadora de um Poeta” do nosso outro colega de movimento, o grande Avelino Toffano.

b6509fa1-86ff-469b-a25f-18b242de11a1.jpg

AQUELE ABRAÇO

Homenagem ao Parque da Vila Ema
Contribuição de Osvaldo Higa

Perto de espigões crescentes,
resiste um abrigo verdejante
fruto de árvores remanescentes
parte da mata que fora antes
morta por mãos inconsequentes,
testemunhada por caminhantes.

Uvaia, pau-pombo, guaçatonga,
comboatã, cedro-rosa, tapiá,
grumixama, jerivá, pitanga,
pau-viola, palmito, jatobá,
milho-de-grilo, cambuí, canela
e mais pés que vemos da janela.

Na teimosia mata pequenina,
alimentada por oculta nascente,
vivem grilos e formiguinhas,
insetos livres de repelentes.
Minhocas, aranhas e besouros
foram quadros de tesouros.

Periquito, corruíra, rolinha,
coruja, joão-de-barro, gavião,
papagaio, maritaca, coleirinha,
beija-flor, bem-te-vi, falcão,
tico-tico, sanhaçu, mandarim,
quero-quero, anu-preto, chupim.

Tem também sabiá e pardalzinho,
caga-sebo, pomba-rola, urubu,
nas copas constroem seus ninhos
também a andorinha e o anu.
A tudo isso fomos todos abraçar
pra essa flora a fauna preservar.

Um gigante abraço de proteção
para ser nosso esse vital espaço
com jovens e velhos dando as mãos
e dizer não a um grande embaraço.
Lutar por ideais e, sem que se tema,
vamos construir o Parque Vila Ema

AT. 24/05/2011

A luta dos moradores para salvar as escassas áreas verdes de São Paulo