Abraço ao Parque Vila Ema é destaque na Folha

Folha da Vila Prudente destaca o ato pelo Parque Vila Ema em sua edição de hoje.

Leia mais em: www.folhavponline.com.br.

Publicidade

Comunidade abraça o Parque Vila Ema mais uma vez!

Mais uma vez a comunidade se reuniu para mostrar as autoridades que deseja o Parque Vila Ema aberto, com infra-estrutura e todo o cuidado com o verde.

Desde de 2010 que o movimento Viva o Parque Vila Ema luta pela abertura da área para a população. Motivos não faltam, já se provou com todas as letras que a área deve ser preservada. O Ministério Público desde o início apoiou a causa, a área já foi decretada de utilidade pública por duas vezes e agora é decretada de interesse social, é ZEPAM (Zona Especial de Proteção Ambiental), está inserida no Plano Municipal da Mata Atlântica, possui uma lei Estadual de proteção dos anos 80, mais de 900 árvores, várias em perigo de extinção como Araucária, Juçara e outras raras como Uvaia e fauna comprovadamente em risco. Estamos numa das áreas mais carentes de verde da cidade e as construtoras vêm tomando cada espaço na região com a expectativa de muitos novos moradores em breve.

Não faz mais sentido nenhum essa área continuar abandonada e cheia de lixo na mão da especulação imobiliária, que de todo jeito, tenta dia a dia aprovar prédios ali e destruir o pouco de mata atlântica que restou na cidade. Todos observam os papagaios, as maritacas, os gaviões, os tucanos, saruês e muito mais vida que re-existe ali. Até mesmo um sagui que foi visto recentemente.

Resta a prefeitura cumprir a palavra e fazer a desapropriação. Dinheiro tem, o decreto de interesse social está feito.

Vamos Ricardo Nunes e prefeitura façam a cidade mais feliz, saudável e verde para todos!

Confiram algumas fotos do ato no último sábado:

Terreno do Parque Vila Ema é decretado de interesse social

Terreno do Parque Vila Ema é decretado de interesse social. Os próximos passos são: efetivar a desapropriação e implantar o parque.

DECRETOS DECRETO Nº 61.963, DE 10 DE NOVEMBRO DE 2022 Declara de interesse social, para desapro- priação, os imóveis particulares situados no Distrito da Água Rasa, Subprefeitura da Mooca, necessários para implantação de parque público. RICARDO NUNES, Prefeito do Município de São Paulo, no uso das atribuições que lhe são conferidas por lei, e na con- formidade do disposto no artigo 2º, inciso VII da Lei Federal nº 4.132, de 10 de setembro de 1962, DECRETA: Art. 1º Ficam declarados de interesse social, para serem desapropriados judicialmente ou adquiridos mediante acordo, os imóveis particulares situados no Distrito da Água Rasa, Subprefeitura da Mooca, necessários para a implantação de parque público, contidos na área de 17.300,00m² (dezessete mil e trezentos metros quadrados) delimitada pelo perímetro 1-2-3- 4-5-6-7-8-9-10-11-12-13-1, indicado na planta P-31.159-A2 do arquivo do Departamento de Desapropriações, que se encontra juntada no doc. nº 069344101 do processo administrativo nº 6027.2022/0009069-3. Art. 2º despesas decorrentes da execução deste decreto correrão por conta das dotações próprias consignadas no orça- mento de cada exercício. Art. 3º Este decreto entrará em vigor na data de sua publicação. PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO, aos 10 de novembro de 2022, 469º da fundação de São Paulo. RICARDO NUNES, PREFEITO EDUARDO DE CASTRO, Secretário Municipal do Verde e do Meio Ambiente FABRICIO COBRA ARBEX, Secretário Municipal da Casa Civil EUNICE APARECIDA DE JESUS PRUDENTE, Secretária Mu- nicipal de Justiça RUBENS NAMAN RIZEK JUNIOR, Secretário do Governo Municipal Publicado na Secretaria do Governo Municipal, 10 de novembro de 2022.

FolhaVP : Prefeitura garante que a área do futuro Parque Vila Ema será desapropriada

Ótimas notícias trazidas pela Folha da Vila Prudente!

Prefeito Ricardo Nunes com material sobre o parque vila ema, apontando a foto do ex-prefeito Bruno Covas. Foto: Jeivison Jose

Após reunião com o prefeito Ricardo Nunes foi acordado que o terreno será desapropriado em breve e o parque será implantado com verba da prefeitura. Confira a matéria abaixo.

Reunião na prefeitura sobre o Parque Vila Ema. Foto: Jeivison Jose

Prefeito Ricardo Nunes, André Kuchar, Fernando Salvio, Rodrigo Ravena, Juliana Cardoso e sua mãe segurando a bandeira do Movimento Viva o Parque Vila Ema. Foto: Jeivison Jose

Aprova Rápido só para as construtoras

Somos a capital do concreto e a recordista em problemas psiquiátricos. Uma coincidência? Com certeza não.

A prefeitura da cidade de São Paulo se gaba de aprovar rápido as construções. O próprio instrumento de aprovação é feito a gosto das empreiteiras.

Mais um prédio de muitos previstos subindo em volta do Parque Vila Ema

Mais um prédio subindo, barulho, pó que infesta as casas e as vias respiratórias. Mais um de muitos que estão previstos na região. O Plano Diretor estimula a verticalização perto do transporte, mas esquece que ali existem pessoas, histórias, pertencimento. Para as construtoras nada disso importa. Importa o maior lucro e nessas áreas este é grande.

A pandemia e a possibilidade de outras futuras provou a necessidade de espaços ao ar livre para a população. Os apartamentos estão cada vez menores e temos mais gente por metro quadrado.

E a questão que nos vêm a mente é: Porque a prefeitura por meio de suas secretarias demora tanto para inaugurar um parque? Um bem coletivo que trará infinitos benefícios de saúde, lazer, educação e bem viver.

Há 12 anos que a população luta pela inauguração do Parque Vila Ema e muitos outros pela cidade. Esperamos que o poder público entenda que mais que lucrar com impostos é necessário investir corretamente estes e agilizar a transição para uma cidade com maior qualidade de vida para todos.

A luta dos moradores para salvar as escassas áreas verdes de São Paulo